quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Diário de Viagem: Bath


Acho que esse será o post mais longo de todos principalmente porque eu tenho muitas, muitas fotos dessa encantadora cidade. Acho que tenho que começar contanto o porquê de eu ter escolhido-a. Tínhamos duas opções: Bath e Cambridge. A Martina preferia a segunda, porém Bath acabou sendo escolhida por causa de um motivo muito relevante (ao menos para mim): Fashion Museum! E sinceramente, não poderíamos ter tomado melhor decisão. A cidade, localizada no sudoesta da Inglaterra, mais precisamente no Condado de Somerset é conhecida pelos seus banhos termais, utilizados primeiramente pelos romanos. Hoje a cidade é considerada Patrimônio Mundial da UNESCO.

Vista aérea da cidade de Bath.

Chamada de 'a cidade mais elegante da Inglaterra', não poderia ter me agradado mais. Pequena e aconchegante, porém com todas as vantagens de uma cidade grande. Já no primeiro dia em que pudemos visitá-la, fomos ao Museu de Moda e eu confesso que eu estava praticamente chorando lá. É tão belo. Vestimentas de diversas épocas, luvas, sapatos, leques, espartilhos. E ainda tinha peças para as pessoas provarem. Infelizmente não levamos a câmera nesse dia, somente a filmadora. A loja de souvenirs era maravilhosa, com muitas opções de livros sobre moda mas eu acabei comprando somente seis, os quais mais tarde pretendo resenhá-los.


Fashion Museum internamente.

Fachada do Museu.

No mesmo dia passamos no Jane Austen Centre, museu em homenagem à autora que viveu grande parte da sua vida em Bath. Assistimos uma curta palestra sobre sua vida e admiramos toda a sua história. Na loja de lembranças comprei quatro objetos que eu simplesmente amei: uma caneta de pena e tintas preta e lilás, um sinete com a minha inicial para lacrar cartas com as respectivas ceras, uma sombrinha de renda inspirada na era georgiana e um leque dessa época também.


Fabulosa homenagem.

Com o colégio fizemos um walking tour pelos principais pontos turísticos, que irei mostrar abaixo.

Bath Abbey

Pultney Bridge, onde foi filmada a cena do suicídio da mais recente versão de 'Os Miseráveis'.

Royal Crescent, onde foram gravadas cenas do filme 'A Duquesa' com Keira Knightley.
Roman Baths

Quando íamos para o centro já pelo caminho nos dispersávamos para depois nos encontrarmos no meeting point conforme horário combinado. Andávamos sem rumo e era impossível nos perdermos, de tão pequeno o nosso lar temporário. Lá tinha lojas grandes, como GAP, Topshop, Cath Kidston, Boots, Calvin Klein, Urban Outffiters e outras, que eram incríveis, mas novamente o que me encantou foram as pequenas lojas. Brechós não faltavam na cidade, frequentamos no mínimo cinco lá. Como estava calor, um frapuccino da Starbucks sempre caía bem. Em uma de nossas andanças, encontramos um café em estilo latino e cuja trilha-sonora era bossa nova. Paramos lá para descansar, ler e comer.

Carrinho de cachorro-quente charmoso que ficava em frente ao meeting point.

Nosso ponto de encontro.

Vista do café. 
Eu, Rodrigo, Diego e Martina (com uma expressão muito engraçada) no café latino.

Mesmo em um dos dias em que choveu pudemos aproveitar o passeio. Era tudo muito bonito, com flores bem cuidadas, pessoas educadas e artistas de rua tocando músicas agradáveis. Parecia que estávamos em um filme, justamente da parte do final feliz.

Vista da Pultney Bridge.

Praça central do The Circus.

Centro comercial local.

Artista de Rua

Rua principal.

Mais artistas de rua.

Perambulando por lá.

Essa placas se encontravam por toda a cidade. Como eu as adoro!


Nos sentindo em um filme!
Quando não estávamos nas ruas, estávamos na escola. Kingswood , um internato fundada em 1748, é belíssimo. Lá residimos em Westwood, onde durante as épocas de aula seria o dormitório júnior. Em uma semana as aulas foram no período da manhã e atividades no período da tarde e na outra foi invertido. Essas atividades da tarde eram esportes, artesanatos e gincanas. No começo nós participávamos, mas depois de um tempo descobrimo que o Gui (o melhor guia do mundo) podia nos tirar de lá! Não que fosse chato, mas era cansativo.Nossos líderes de atividades eram muito legais, especialmente a Lucy, de 19 anos, meio inglesa e meio francesa. Só que os europeus são extremamente atletas e competitivos e eu, bem, eu queria ler e conversar. Conhecemos alguns estrangeiros muito legais e uns nem tanto. Fizemos amizade com duas finlandesas, a Tuuli e a Sofia, com um italiano, o Alvise, com um russinho muito lindo e inteligente, o Ruslan, com franceses, portugueses e com as italianas, bem, nós tivemos nossa desavenças. Tudo se acertou no final, mas tivemos que aturá-las cantando One Direction de madrugada algumas vezes.

Prédio principal.
Primeiro dia de chuva!


Vista da nossa janela.

Nosso dormitório.

Westwood House

Local onde ocorriam as aulas.

Kingswood.

Meeting Point.

Salão de Jantar

Esperando a pizza!

Atividades.

Paraquedas inspirado em Da Vinci. 

Brasileiros!

Cantando Hey Jude no Show de Talentos.

Fabi me fotografando enquanto eu fotografo a paisagem.

A paisagem.


Nossa quarto como ele deveria estar.


Como ele realmente era.
Disco Night!

E para encerrar, creio que não há melhor foto do que essa que segue agora, resume, em frente ao prédio principal da Kingswood School, como foram os dias passados lá.

Foto retirada do Instagram da Nati!

 Espero que gostem, afinal, demorei para postar não só pela preguiça, mas pelo aperto no coração que me dá escrever sobre essa viagem. Foi tudo tão especial, tudo tão mágico que pode ser um pouco dolorido voltar para a realidade.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...