quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Madame

Baby Dior

Cabelos curtos, roupas finas e perfumes como o Chanel Nº5. É assim que sempre irei me recordar das minhas professoras de francês. Aprendo a língua desde pequena, e ainda quando menina já as admirava. Com andar marcante e voz mansa, elas me encantavam ao contar histórias de suas viagens. Para mim, elas representavam o charme do povo francês. Sentada na sala de aula, eu escutava seus passos de salto alto vindo pelo corredor. Imediatamente arrumava minha postura, tentado parecer tão graciosa quanto a senhora que estava prestes a chegar. Todos os dias era um novo figurino repleto de elegância e requinte.

Em casa eu vestia minhas melhores roupas junto com o colar de pérolas de mamãe, e dava aula para as minhas bonecas. Buscava ser amorosamente rígida e consequentemente sentia a ternura dos rostos de porcelana. Conforme fui crescendo, a brincadeira saia de casa e tomava as ruas: ganhei meu primeiro sapato de salto. O mundo agora estava aos meus pés e finalmente poderia ser chamada por aquele título tão cobiçado: Madame.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...