sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Aos meus amores ou sobre o último ano da escola.



Esse é o meu último ano na escola, e eu não poderia estar mais feliz. Ao menos eu pensava assim. Afinal, seria o fim das aulas que eu não muito aprecio, da Educação Física e da pressão interminável em relação ao vestibular. Eu comemorei muito o tão esperado último primeiro dia de aula e eu continuava afirmando que eu não entraria na melancolia do fim do Ensino Médio. Mas não se passaram nem três semanas e eu já estou mudando de opinião. Cada momento é mais do que único, é especial. Seja a entrega de camisetas do aclamado 'Terceirão' ou a entrega das carteirinhas com as fotos tradicionalmente horrorosas. Ou a última reunião de pais. Ou confusões por causa do uniforme da semana de jogos, seja em relação à cor, ao modelo ou ao bode.  Ou brincadeirinhas como trocar os microfones das salas. Tudo vale a pena ser registrado. E eu cheguei a essa conclusão hoje no 'trote', em resumo, dia de ir fantasiado para o colégio. O clima na sala de aula estava tão bom, que eu fiquei imaginando como a vida será sem tudo isso, sem o azul do uniforme Marista com o qual estou acostumada desde os seis anos de idade. Lembro do primeiro dia de aula, do corredor da primeira série, das horas do conto, das aulas de artes e de música. Posso até ter saído um ano, mas me arrependi e voltei. Sou muito apegada à história e isso não falta naquela escola. Conheço muitas pessoas há tanto tempo que até me surpreendo (alguns há mais da metade dos meus dezesseis anos de vida). Outros, são amigos  mais recentes mas mesmo assim revelaram-se os melhores (ou as melhores!) que eu poderia pedir. Ao mudar de sala fui tão bem acolhida que não tenho palavras para expressar o meu agradecimento e dizer o quanto amo cada uma daquelas pessoas prestando atenção em uma aula de matemática que eu não suporto. Entretanto eu ainda não estou chorando, até porque temos praticamente um ano pela frente, cheio de aulas e vestibulares, antes de chegar a formatura. Mas eu posso dizer que estou orgulhosa em finalmente ter aprendido a valorizar algo antes de ter perdido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...